ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

O VELHO E O PIANO

O velho estava sentado ao piano e tocava uma bela música. Cheguei perto dele e falei que eu conhecia aquela música, e que ela era especial para mim. Ele sorriu e falou: Moça, hoje em dia, tudo o que me alegra é isso; tocar e saber que as pessoas gostam.

O velho era um homem magro e muito debilitado. Seu nome era João Pedro, mas gostava de ser chamado de velho. Ali onde ele estava tocando era um local que fazia parte de um abrigo para idosos, mantido por uma instituição religiosa. Fiquei curiosa com a pessoa do velho e fui perguntar para algumas pessoas sobre ele. Disseram-me que ele estava ali há três anos, foi encaminhado ao abrigo por um de seus filhos.

Assim que tive oportunidade comecei uma conversa com o velho, acho que o fato de ele tocar tão bem o piano, me deixou curiosa sobre sua pessoa. Comecei uma conversa com ele falando sobre música. A conversa foi acontecendo, quando eu percebi o velho já estava me contando sua vida.

O velho me falou que foi um homem rico, mas que por causa de seu “vício”, acabou com sua riqueza e ainda dava graças a Deus por ter sido acolhido em um abrigo para idosos.

O velho começou dizendo assim: Filha, nessa vida cada pessoa tem seu vício, e o meu vício era as mulheres. Eu era um homem casado e com filhos, mas quando comecei a enriquecer, também comecei a perder meu juízo. Eu sempre fui chegado nas mulheres, mas quando a gente ganha muito dinheiro, pensa que pode ter todas. Eu me envolvi com muitas mulheres, gastei meu dinheiro e minha saúde com elas. Eu era muito descontrolado. Tive muitos filhos fora do casamento, mas hoje eu só recebo a visita do Alfredo, que é meu filho mais novo e que nasceu de um relacionamento com uma atriz que já é falecida. Esse meu filho foi criado pela avó que é uma criatura muito religiosa e graças a ela eu estou aqui nessa instituição.

Perguntei ao velho sobre o seu conhecimento de música, ele respondeu que uma das melhores coisas de sua vida foi ter estudado em um conservatório musical, graças a influência de sua mãe. Ele disse: De tudo o que eu fiz, tenho muitos arrependimentos, mas a música só me deu alegrias. Agora vou tocar uma música que tem um significado importante para mim, essa música é Imagine do John Lennon.
E o velho tocou divinamente enquanto era tocado por sua emoção.

Lita Duarte