ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

quarta-feira, 6 de março de 2013

COMO ERA LIMPO AQUELE RIO

O rio que passava pela minha cidade era limpo, cheio de peixes, cheio de vida. Os pescadores estavam sempre na sua margem, havia peixe para dar e vender. Nadar naquele rio era uma tremenda alegria, mas um dia tudo mudou. O tal progresso com sua fúria tratou de poluir o rio. Aquele rio bonito, agora é um rio feio e podre. Aquelas águas que serviam para beber, regar plantas e muito mais; agora não servem para nada. O belo rio virou depósito de esgoto e lixo de todo tipo.

Devia ser proibido poluir um rio. Matar um rio é um pecado muito grande. Um rio é um mundo repleto de vida. Não entendo: se água é vida, porque há tantos rios mortos pelo mundo afora.

lita duarte