ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

"O RANZINZA"


Onde e quando foi que eu te disse que nós seríamos felizes para sempre. Acho que você fantasiou demais. Não sei porque as pessoas adoram viver de ilusões. A vida é dura, é uma sequência de fatos, alguns momentos muito bons e outros nem tanto. A vida é assim – um fardo pesado. Eu não me iludo com nada mais. Tenho os pés no chão e a cabeça no meu tempo. Sou feliz dentro do possível, cansei de procurar chifre na cabeça de cavalo - essa frase meu velho tio Chico costumava dizer, eu achava engraçada demais e também não entendia direito, mas hoje eu entendo muito bem. A gente precisa viver conforme dá, não adianta querer o que não se pode ter. Sou assim e serei sempre assim. Dizem que sou um chato, um ranzinza – pode ser, também não estou nem aí para o que falam de mim, ninguém paga as minhas contas, ninguém sabe das minhas dores e dos meus temores. Eu sei o que sinto, não preciso provar nada para ninguém.


Continua...


lita duarte