ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

domingo, 11 de setembro de 2011

ELOS ROMPIDOS


Todos os dias, ele acordava bem cedo, pegava sua bicicleta e saía pedalando pela cidade. Ele havia adquirido essa mania depois que sua mãe faleceu. Ele era do tipo calado, sua única amiga de verdade era sua mãe, só ela o compreendia.


Como devia ser difícil a vida daquela senhora que tinha um filho com sérios problemas de saúde. Ela e seu filho viviam sozinhos em uma casa, em uma cidade praiana. O mar fazia bem para seu filho esquizofrênico. Tudo era tranquilo, mas se complicava porque o rapaz não aceitava tomar remédios. Sua mãe arranjou um jeito para que ele fosse medicado sem perceber, - ela colocava os remédios amassados em sucos ou chás. Se o pobre rapaz ficasse sem tomar seus remédios, ele ficava com um aspecto muito ruim, e dava muito trabalho para sua mãe. Fora isso, tudo era muito bom na vida dos dois, mas um dia o rapaz se viu sozinho na vida, então começou o seu penar.


lita duarte