ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

quinta-feira, 28 de julho de 2011

TRICOTANDO

-Rô, amiga, tenho que te contar uma coisa. Fui ao médico para levar o resultado de uns exames,- falei pra ele de alguns sintomas que tenho tido, -ele disse que é normal, então olhei pra ele e disse: - Normal! O senhor acha normal sentir o que estou sentindo! Isso porque não é contigo! Rô, eu acho muito cômodo para um médico olhar pra gente e dizer que é normal o que a gente sente. E pior que isso, é o monte de remedios que eles receitam,- e geralmente com uma indicação de farmácia. Amiga, fico indignada de ver que hoje em dia tudo significa negócios.

-Luli, que bom que voltou! Amiga, procure não ficar tão preocupada, relaxa, procure tratamentos alternativos. Infelizmente é assim mesmo nesta sociedade em que vivemos; -tudo gira em torno de negócios. A gente até leva um susto quando encontra com pessoas que agem diferente.

-Rô, e sabe o que mais, depois de dizer ao médico que eu não quero me entupir de remédios, ele me chamou de maluca, disse que eu preciso de um bom terapeuta. Sai de lá nos cascos. Felizmente tenho um bom convênio médico e posso procurar outros médicos para me tratar, mas imagina quem precisa usar o serviço público de saúde, penso que deve ser terrível!

-Luli, você precisa tomar cuidado para não se desgastar demais, pensa bem,- menopausa é só mais uma fase da vida. Vai passar! Sabe que outro dia conversando com o meu dentista ele disse assim:- Eu estou com quarenta anos e divorciado,- tenho namorado bastante nesses últimos anos, mas já estou um pouco cansado e queria uma companheira. Uma mulher que fosse uma boa companhia em tudo. Cansei de namorar garotas novas,- mas as mais velhas me assustam um pouco. Não me importo com rugas, flacidez, cabelos brancos, mas o que me deixa muito chateado é que muitas mulheres ficam chatas demais depois de uma certa idade. Garotas novas sempre são alegres e dispostas, mas falta algo nelas. Mulheres mais velhas estão cheias de experiência, mas poucas são sábias.

-Rô, pra mim, esse cara é um chato, -ele que é um chato. Vai ver que é exigente demais, por isso está sozinho. Todo mundo quer ter alguém, mas não é fácil conviver o dia-a-dia, ali juntinho. É preciso abrir mão de muita coisa, nem todos estão dispostos. Para mim esse cara tá sentindo na pele a falta que é ter alguém por perto, mas alguém de verdade e não só para diversão. Vai ver que jogou essa conversa em cima de você para te ganhar.

-Luli, tá louca, amiga! Eu estou muito bem como estou. Não quero encrenca para o meu lado. Se um dia eu encontrar alguém que valha a pena, posso até pensar em casar de novo, mas por hora só quero paz.

Continua...

lita duarte