ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

quinta-feira, 2 de junho de 2011

O VELHO J.


O velho dizia: O que vocês estão pensando! O mundo não será o mesmo, nunca mais. E o que vocês fazem para mudar esse quadro!
Ele era uma figura forte e um pouco assustadora, não em sua aparência, mas pelo jeito que falava. Porque falava com muita autoridade.
O velho costumava sentar na praça. Era uma pessoa cativante, por causa das estórias que contava. Ele ensinava muita coisa boa através daquelas estórias. Ele era uma pessoa muito conhecida que vivia dizendo que amava toda a Natureza. Tinha muita fé em Deus, mas dizia que Deus habitava em todos os lugares, por isso, não estava aprisionado em nenhuma igreja ou religião.
Certa vez, o velho contou uma estória que dizia assim: Tive um sonho, nele uma forma de vida muito estranha me dizia que os dias da Terra estão por um fio, existe um perigo grandioso que não estão vendo. Todo o mal que estão fazendo para o planeta, será cobrado. Haverá muitos flagelos, mas uma coisa invisível irá acabar com tudo. Essa coisa vai produzir muitas doenças e não haverá cura, porque já não existirá o elemento que poderia eliminá-la. Há coisas que não podem ser revertidas.
O velho, muitas vezes causava irritação nas pessoas, porque as pessoas só queriam ouvir estórias bonitas e com final feliz. Quando ele dizia coisas terríveis, ele mesmo dizia assim ao terminar uma estória: Eu só queria falar de coisas bonitas, mas quando percebo já estou dizendo coisas que nem sei bem como elas me chegam.
lita duarte