ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

sábado, 5 de fevereiro de 2011

É PRECISO AGIR


Caro amigo, não sei porque pensa que para mim, as coisas sejam fáceis. Não, não são. É que desde cedo eu fiz algumas opções. Decidi fazer, ao invés de só ficar reclamando. – Não pense que é fácil ir pra rua e tentar ajudar pessoas que fazem dela a sua moradia. Faço isso com muita disposição e empenho, claro que é um trabalho árduo, mas sei muito bem que não é para qualquer um. – Muitas vezes fica difícil tentar convencer as pessoas a procurar seus direitos, também, existe o caso de muitas pessoas com problemas mentais. Essas, eu procuro encaminhar para uma instituição que trata de maneira humana e condizente com a realidade de cada um, mas o problema é que são pouquíssimas instituíções que atuam assim. Na real, tudo é muito escasso! – Isso, porque eu estou em um grande centro urbano. – Infelizmente não dá para dizer muito, mas penso que é preciso uma atenção maior por parte da sociedade. – Recursos para que sejam feitos trabalhos de integração social, pois cada dia que passa existem mais moradores de rua. – Ao conversar com eles em uma primeira abordagem, fico sabendo dos motivos que os levaram para aquela condição. Uma boa parte até trabalha, mas por falta de recursos continuam morando na rua. Há todo tipo de história, mas uma coisa é certa: é preciso investir em educação e criar condições de trabalho para essa gente. Muitos querem trabalhar, claro que existem aqueles que acham mais fácil ficar vivendo de migalhas, mas cada caso é um caso. Mas é preciso que haja mudanças, do jeito que está não pode ficar.

lita duarte