ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

domingo, 3 de outubro de 2010

SER OU NÃO SER




Um dia, o pobre homem acordou do sono em que vivia.
Ele pensou: Ah, já não quero ser o mesmo. Sou tão bom, sou tão sincero e verdadeiro e só levo porrada. Sou tão amigo, sou, sou, sou, sou...
Espera aí - será que sou tudo isso! Então ele pensou e pensou - acho que andei me enganando, tentei enganar e fui enganado por meus devaneios. Agora, de hoje em diante eu vou me concentrar muito mais no que faço. Ora, ora, preciso deixar de ser infantil, preciso crescer, já não sou um garotinho de mamãe.

Daquele dia em diante, o pobre homem tomou coragem e resolveu ser mais sincero consigo mesmo, assumindo seus erros. Parou de se achar um coitado e assumiu as rédeas de seu destino.
Naquele dia houve “alegria no céu”, alguém finalmente renasceu para uma nova vida.

lita duarte