ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

MANUELZÃO

Gabriela e as crianças brincavam calmamente debaixo do pé de abacate.
Os cachorros começaram a latir. O senhor Manuelzão - era assim que o tio da Gabriela era chamado. Bem, ele levantou da rede em que estava tirando um cochilo e disse para a Gabriela ir com as crianças para outro lugar. Ela obedeceu ao tio, levou as crianças para dentro de casa. Os cachorros faziam um barulho tão grande e parecia que iriam subir no pé de abacate. Então, de repente caiu no chão um bichinho, não deu outra, os cachorros estraçalharam o pobrezinho. Manuelzão gritava com eles, mas que nada, naquela hora os cachorros viravam feras. Então, percebendo que lá no alto da árvore havia mais bichos, Manuelzão retirou os cachorros dali. Quando ele voltou, viu uma fêmea de gambá desesperada procurando um de seus filhotes. Ela ficou farejando o local, então o Manuelzão, com muito cuidado pegou um saco de estopa e jogou em cima dela. Assim, ele pode pegá-la nas mãos sem machucá-la. Ele viu que dentro da bolsinha dela, havia mais quatro filhotes. Com muito cuidado ele a levou para outro local.

Assim que ele voltou, chamou Gabriela, e disse o que havia ocorrido. Gabriela levou as crianças para brincar novamente embaixo do pé de abacate.
As crianças estavam curiosas e queriam saber o que havia ocorrido. Gabriela falou da mamãe gambá e seus filhotes. Só não disse sobre o bicho que havia morrido, seu tio pediu para ela não falar sobre aquilo.

O senhor Manuelzão era um homem muito cuidadoso com a Natureza. Ele ensinava que a gente precisava ter muito respeito por tudo que Deus criou. Ele adorava cuidar dos bichos feridos. Ele ensinava tudo o que sabia sobre as plantas e os animais. As crianças tinham muita consideração por ele.

lita duarte