ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

domingo, 8 de agosto de 2010

ÁRVORES




Nas férias de fim de ano de 1970, voltei na minha terra natal, Barretos, e fiquei lá por quase um mês, foi muito divertido aquele final de ano. Lembro que eu e minha amiga Semarú fomos ao sítio da avó dela. Lá tivemos uma aventura com o pé de tamarindo.
Aquela árvore era enorme! Nós subimos nela e ficamos lá em cima por várias horas, lembro que colhemos muitos tamarindos, fizemos suco e sorvete com eles.

Lá em cima do pé de tamarindo havia muitos bichos, o que mais me encantou foi um belo camaleão, ele olhava para mim e eu olhava para ele. Semarú dizia para eu não mexer com ele, porque ele era venenoso, mas eu fiquei ali, naquele contato de olhares, foi um momento inesquecível. Eu pude observar o camaleão se alimentar, ele comia pequenos insetos, mas o que me chamava à atenção, era a sua mudança de cor, aquilo era fascinante.

Eu e Semarú só descemos do pé de tamarindo, porque começou anoitecer, e sua tia Hilda foi nos chamar.
Descemos com cuidado daquela bela árvore, recolhemos os tamarindos e fomos para a casa de dona Inácia, avó de Semarú.

lita duarte