ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

sexta-feira, 16 de abril de 2010

OS PASTÉIS DE SEU ZITO

Zito era o nome do homem que fazia os pastéis mais saborosos da cidade. Ele morava em um sobrado antigo na rua 6, perto da antiga estação de trens. Junto com ele morava sua irmã Zulma. Ela era doceira, fazia encomendas para casamentos.

Os pastéis de seu Zito eram saboreados por todos que viviam ali naquela pequena cidade. As pessoas chegavam lá na casa de Zito e pediam: Zito, quero três pastéis. Ele fritava os pastéis ali, na hora. Era uma sensação muito boa poder ir lá na casa de seu Zito só para comer pastéis. Havia no ar um aroma de ervas frescas e de condimentos variados. Aquele lugar era encantador.

Seu Zito tinha orgulho em dizer que era descendente de Africanos, e que seus avós vieram de Moçambique para o Brasil há muito tempo atrás.

Enquanto fritava os pastéis, seu Zito contava estórias e também cantava músicas antigas de seu povo.
Ele usava roupas brancas e um avental comprido na cor caqui. Ele era muito educado e atencioso, as crianças tinham por ele o maior respeito e os mais velhos tinha por ele muita consideração.
Seu Zito era reconhecido pelo seu trabalho e também por ser um homem de bem.

Bons tempos aqueles.

lita duarte