ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

quarta-feira, 31 de março de 2010

UM CERTO ESCRITOR ANGOLANO


Em 2006, na FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), o escritor angolano Ondjaki esteve presente, infelizmente eu não estava lá.
Eu nem conhecia o trabalho de Ondjaki, mas fiquei conhecendo através das entrevistas que ele concedeu para várias emissoras de tv.
Eu acompanhei os acontecimentos da FLIP via Internet.

Um certo dia, eu estava assistindo tv, então mudando de canal acabei por botar no canal Futura que eu gosto muito. Tinha uma repórter entrevistando um escritor, então fiquei prestando atenção e gostei muito dessa entrevista. Era o Ondjaki falando de uma maneira tão solta, firme, mas com muita suavidade sobre vários assuntos.
A partir desse dia eu comecei a procurar material sobre ele. Li várias entrevistas em vários blogs. Então, me despertou algo... lembrei da minha infância e dos meus amigos angolanos de quando eu morava no interior de São Paulo. Aquele tempo foi um tempo único e fora do normal. Eu amava aquelas pessoas, pois elas eram muito alegres... era só alegria!

Ondjaki é assim: faz a gente voltar lá nos tempos de infância.
Lendo os livros, as poesias, vendo seu trabalho no cinema, foi me despertando muito interesse por tudo o que ele faz.

Graças a ele comecei a procurar blogs angolanos. Passei por alguns blogs interessantes como: A Minha Sanzala do JotaCê Carranca e o Attelier dos Mangueirinhas do Ngoi Salucombo Jr.,de quem me tornei amiga, e assim trocamos muitas informações sobre Brasil e Angola. Preciso dizer que, antes de chegar nesses dois blogs, passei pelo blog Floresta do Sul do António Manuel Venda, e foi através do blog dele que cheguei aos outros.

Estou relatando tudo isso, porque para mim, foi muito importante esse acontecimento. É como uma viagem boa e agradável. Estou sendo breve, porque se eu fosse contar tudo; daria um livro.

Texto escrito em 2007.

Foto tirada na FLIP de 2009 - ocasião em que tive o prazer de conhecer Ondjaki pessoalmente.


lita duarte