ESTÓRIAS...

ESTÓRIAS...

quarta-feira, 22 de março de 2017

INFÂNCIA

Havia outras alegrias naquele tempo que não corria. A gente só se preocupava em acordar e dormir. Tudo seguia um ritmo harmonioso. Parecia que a vida era um imenso balão colorido. Problemas! O que era isso?  Os adultos pareciam ser tão bons e tão sábios. Eles pareciam saber de tudo e jamais sentiam medo. Tudo tinha um colorido perfeito. Até a escola que para alguns era um momento de chateação, tinha sua graça e beleza.

Infância é um tempo bom... ou era. A gente não tinha pressa de crescer. A gente se contentava com tão pouco. Não havia tanto desespero em ter, em possuir coisas desnecessárias. A gente era criança e era feliz.

Lita Duarte

quarta-feira, 15 de março de 2017

O LAGARTO

As meninas saíram para brincar no parque, costumavam fazer isso todos os dias no final da tarde. Mas aquele dia foi muito especial. Diante da grande árvore elas pararam e observaram algo diferente.
Havia um lagarto enorme embaixo da árvore. Elas ficaram curiosas, mas também tiveram medo. Uma delas foi avisar um dos guardas que ficava circulando pelo parque. Imediatamente ele foi com ela olhar o tal lagarto. Ele também ficou impressionado com o tamanho do bicho e disse: - Esse bicho não é daqui. Alguém deve ter trazido pra cá.
As meninas foram embora, deixaram o guarda cuidar do assunto sobre o lagarto. No dia seguinte, quando voltaram ao parque ficaram sabendo que aquele lagarto havia sido abandonado por uma pessoa que não queria mais cuidar dele. O lagarto era um bicho de estimação... melhor dizendo: ex-bicho de estimação.
Triste, mas é isso que acontece. Muitas vezes as pessoas compram um bicho (porque é moda), levam para casa e começam a cuidar dele, mas com o tempo elas se cansam, porque cuidar de bicho exige dedicação. Então algumas pessoas acabam abandonando o bicho, como se ele fosse um objeto descartável.

Lita Duarte

PAUSA...

PORQUE A HARMONIA TEM QUE SER CRIADA DENTRO DA GENTE.

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

HOJE É UM BOM DIA!

- Amigo sapo, o que uma pessoa precisa fazer para ser feliz?
- Amiguinha, ela precisa viver o hoje. Porque é no hoje que se constrói a vida plena.
- É verdade meu amigo, mas os humanos são tão complicados, hehehehehe.

lita duarte

Ilustração de Ida O.

terça-feira, 14 de abril de 2015

QUE A VIDA SEJA SERENA E SUAVE

Não importa a correria dos dias! Eu não quero tudo para ontem!

sexta-feira, 10 de abril de 2015

TRISTEZA

A pobre mulher morreu com o bebê de três meses na barriga. Nossa! Por que ela não se cuidou?
E o mais triste ainda, é que ela deixou seis crianças órfãs de mãe. E ela só tinha vinte e nove anos de idade.

A vida não é um parque de diversões!


Loucuras de Lady Lita

terça-feira, 10 de março de 2015

FELICIDADE

"Felicidade foi-se embora
E a saudade no meu peito ainda mora
E é por isso que eu gosto lá de fora
Porque sei que a falsidade não vigora
A minha casa fica lá detrás do mundo
Mas eu vou em um segundo quando começo a cantar
E o pensamento parece uma coisa à toa
Mas como é que a gente voa quando começa a pensar"
Lupicínio Rodrigues
Essa música eu ouvia muito quanto era criança. Minha querida e saudosa mãe cantava para mim.
Ah! como é bom pensar...
lita duarte

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

EXPLICAÇÕES...


Tudo que é postado aqui, são ficções baseadas na grande maioria em fatos reais. Ou seja, é uma boa mistura.:)



lita duarte

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

PARTIDAS

Não posso acreditar no que aconteceu! Mas eu avisei. Eu avisei para aquela moça das pernas compridas e de temperamento forte, que o seu relacionamento com aquele cara não daria certo. Mas a moça não acreditou. São aquelas coisas de estar apaixonado... depois que a paixão acaba o mundo desaba. É sempre assim.

Há sempre algo se partindo por aí. Encontros e despedidas acontecem todos os dias. No princípio tudo é lindo e maravilhoso, mas quando as contas chegam; é um Deus nos acuda.

Quando aquela coisa começou, parecia que iria durar para sempre. - Mas que mania que a gente tem de achar que tudo precisa durar para sempre. -Ora bolas, pois tudo é relativo, não é!

A coisa toda começou num dia em que a senhorita Tê estava muito carente com a morte da sua cachorrinha Pita. - Essa coisa de carência também enche o saco! Mas que mania de carência!
Bom, a cachorrinha morreu e o mundo entristeceu. Ter um bicho de criação é muito sério! O apego é total. O bicho vira mesmo um ente querido. - Enfim, a Tê começou a fazer muitas coisas para se distrair. Num certo dia, passeando pelo mundo virtual da internet; a Tê encontrou o que não procurava e achou uma boa ocupação que lhe rendeu muita dor de cabeça. E bota dor de cabeça!
Ela encontrou um amigo e que depois virou uma paixão.

Com tanta gente para encontrar no munto; a Tê encontrou justamente um cara arrogante e prepotente. Tudo ele sabia e era bom em tudo o que fazia.- Tipinho mais chato não existia. E ainda por cima era induzido pela Tê a ficar mais chato, pois ela alimentava sua elevada autoestima.

A famigerada paixão arrastou a Tê para bem longe dos amigos. Ninguém conseguia falar com ela. E ela deixou de fazer aquelas atividades habituais junto com os amigos. Até sua amiga mais próxima foi colocada de lado.

A Tê se envolveu de tal maneira com seu "amigo", que acabou se esquecendo das amizades que a rodeavam. - Tudo bem! o tempo ou a vida acabam por mostrar a realidade. - Enfim, o tempo passou e o envolvimento da Tê ficou intenso. A ponto dela excluir seus amigos de sua rede social. Pode! Hehehehehe, que maluquice!

De uns tempos para cá, tenho recebido recados da Tê. Ela diz que precisa falar comigo e com outras pessoas da sua roda de amizade. O que será que aconteceu? Será que ela voltou para a vida real?



Imagem de Eiko Ojala






quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

ÁGUA DOCE

Tem gente que gosta de falar sobre sexo, arte, literatura etc. Eu gosto muito de falar sobre a Natureza. Água é um assunto constante para mim. Quem me conhece sabe que já faz muito tempo que falo sobre esse tema. Desde muito pequena sou fascinada por água. Sempre achei um absurdo a existência de rios poluídos.

Olha essa paisagem, que beleza! Esse rio aí, ainda é um rio limpo. Tomara que continue assim.
Para mim, é um presente extremamente bom e agradável poder contemplar essa paisagem
Infelizmente, a gente só vê degradação por todos os lugares. Parece que precisa acontecer algo bem terrível para mudar a mentalidade das pessoas.

Hoje, estamos vivendo uma crise de água no Brasil. Isso é um absurdo! Como é possível acontecer algo tão terrível assim no país abençoado com a maior reserva de água doce do mundo?
O descaso dos governantes que não tiveram o cuidado com esse tema. Não adianta ter abundância de algo que você não cuida direito. É essa maldita mentalidade de achar que em tudo pode se dar um jeito.

Infelizmente vamos pagar uma conta muito alta por sermos um povo muito desligado, um povo que não exige o seu direito, um povo que se cala quando deveria falar. E o que estamos vivendo hoje é só o começo da crise de água. Os efeitos dessa crise serão catastróficos.
Sem água haverá também falta de luz, de alimentos etc.
Não, eu não quero ser pessimista, sou apenas realista. Quem puder fazer algo; que faça!

Uma coisa é certa: os governantes estão numa arapuca que eles mesmos armaram. Jamais pensaram que o Brasil passaria por um período de seca tão grande e que esse fato traria consequências graves para todo o país.

Você pode usar e abusar dos recursos naturais. Você pode fazer grandes obras para que sejam vistas, enquanto isso, você deixa de cuidar daquilo que é essencial, mas demore o tempo que demorar: a conta vai chegar, isso é fato!

lita duarte





quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

CONVERSA NO BOTECO

Estavam lá no boteco do Mário, os três amigos conversando sobre uma porção de bobagens e alguns temas sérios. Um deles disse assim:
-Eu estava outro dia lendo um artigo em que o sujeito falava que, com tanta falta d' água, talvez um dia esse líquido seja até proibido, - porque vão dizer que ele é sagrado e só algumas pessoas poderão utilizá-lo.
-Meu amigo Pedro, você fica lendo esse tipo de besteira!
-Eu não acho besteira  não, Miguel. Penso que temos que ler de tudo para podermos tirar conclusões.
-Tá bom, amigos, mas me deixem concluir o que eu estava dizendo. - Em alguns países a água é quase um líquido proibido, porque só quem tem acesso a ela são os mais ricos. E por que isso acontece?
-O que você me fala sobre isso, Luis! Qual é a sua conclusão.
-Dominação! Quem tiver esse líquido precioso nas mãos: certamente terá o poder para fazer o que bem entender. E infelizmente, isso já está acontecendo em muitos lugares.
-Vocês com esse papo de água fizeram com que eu me lembrasse de um lance que aconteceu lá na minha cidade. - Lá na minha terra tem um rio muito poluído. Lembro que eu era criança e ouvia dizer que estavam limpando o tal rio. De vez em quando aparecia um jacaré por lá. A população acreditava que era por causa da despoluição do rio. Mas o que acontecia é que para fazer propaganda de que ele estava sendo limpo, uma empresa contratada colocava o jacaré na beira do rio. Ou seja: Era tudo armação. Aquilo virava o maior frege, - minha avó usava esse termo para se referir a falação do povo em torno do assunto. - Conclusão; o tempo passou e nada do rio ficar limpo. Hoje existe falta de água por lá, aquele rio poderia ter sido limpo de verdade e suas águas poderiam ter alguma utilidade.
-Então, amigos. Logo: Água será no futuro algo muito caro e muitos vão querer ter o poder sobre ela.
Nos quatro cantos da Terra há sempre disputas pelo poder, infelizmente muitas pessoas ficam envolvidas com assuntos banais e que só servem para a distração, mas enquanto isso, os dominadores estão tramando formas para iludir o maior número de pessoas.
-Tá bom, Pedro e Luis, mas vamos pedir aquela gelada e uns bolinhos de bacalhau, porque eu já estou ficando de mal humor com esse tema da conversa. Além do mais, cada qual tem que fazer a sua parte.- Se ligar no que realmente está acontecendo, não é?
-É isso aí, amigos! Saúde! E um viva para a água.

lita duarte

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

O FEIRANTE

Eu levanto todos os dias às cinco da manhã, para ir trabalhar na Feira Livre da minha cidade.
Trabalho doze horas por dia. Não é fácil! O desgaste é muito grande. Estou tentando juntar uma grana para poder comprar uma casa, esse é meu sonho.

O bom de trabalhar em um lugar movimentado é que sempre tem alguém que faz alguma graça, que deixa a gente feliz.
Muitas vezes também ocorre o contrário, aparece sempre alguém querendo fazer a gente perder a paciência.
Hoje foi muito engraçado. Uma menina  de uns quatro anos de idade, ficou encantada com o caju.
Foi interessante ver a descoberta dela, porque ela estava sendo muito espontânea. Aquela atitude me fez dar boas risadas. Ela pegou um caju e dizia assim para sua mãe: Que coisa mais linda, como pode ser tão bonito e tem um cheirinho tão bom.
Depois disso, sua mãe comprou meia duzia de caju. E a menina ficou feliz, porque estava descobrindo algo diferente e novo.

lita duarte

Imagem retirada do Google.